Exemplo! Jogadores e comissão técnica da Roma renunciaram aos salários por quatro meses

Os jogadores e a comissão técnica da Roma concordaram em ficar sem salário de quatro meses para ajudar o clube a atravessar a crise causada pelo surto de Covid-19. O Campeonato Italiano está suspenso desde 9 de março e não se sabe se ou quando a temporada poderá recomeçar.

A Roma divulgou comunicado neste domingo que os jogadores renunciariam aos salários que deveriam receber entre março e o fim da temporada em junho. Os atletas também cobrariam os vencimentos de outros funcionários do clube que foram colocados no sistema de segurança social do governo italiano para garantir que recebessem sua renda mensal regular. A administração do clube também abrirá mão de uma porcentagem de seus ganhos.

– Sempre conversamos sobre a união na Roma e, voluntariamente, cortamos seus salários pelo resto da temporada. Os jogadores, o técnico e sua comissão provaram que realmente estamos nisso juntos. O capitão do clube Dzeko, todos os jogadores e o técnico Paulo Fonseca demonstraram entender o que esse clube representa. Também agradecemos a todos pelo excelente gesto em relação aos funcionários deste clube – disse o executivo-chefe Guido Fienga.

Jogadores da Juventus, Parma e Cagliari também concordaram em reduzir os salários na Itália. No entanto, uma recomendação da Série A de que cortes semelhantes sejam feitos em todos os clubes de primeira divisão foi rejeitada pelo sindicato dos jogadores, que argumenta que aqueles em clubes menores são menos capazes de pagar reduções.

A Roma anunciou que, se a atual temporada retomar e terminar, os jogadores concordaram com um plano de incentivos a ser pago “sujeito ao alcance de certos objetivos esportivos”. Segundo o clube, os atletas se posicionaram à direção em uma carta que estavam prontos para começar a jogar o mais rápido possível, mas “também percebemos que tudo isso não será suficiente para enfrentar as conseqüências econômicas da atual emergência, com a esperança de fazer algo que ajude a empresa a reiniciar melhor o projeto que todos compartilhamos”.

Reprodução: globoesporte.com

Foto: Divulgação